Google

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Emdireita Brasil

É bom saber que em 30 anos, o Brasil ultrapassou a marca de um milhão de vítimas de homicídio. Culpa da indústria armamentista? Culpa da polícia, que já prendeu pelo menos uma vez cada um dos delinquentes que já estão soltos, de volta nas ruas, apavorando esta sociedade burra? Culpa da Justiça, que tem nas leis a sua única ferramenta de trabalho? Ou seria culpa de uma cultura de benevolência e compaixão, de igualdade para com os desiguais, que acaba resultando em leis frouxas e numa política estrábica, que julga os bandidos como se estas pústulas, produtos do mau caráter (formação familiar) e da má índole (fator genético) fossem "vítimas" das chamadas "desigualdades sociais" (política que só não consegue explicar o porquê da maioria dos pobres não ser composta de delinquentes). Dados do Mapa da 2012, divulgado pelo Instituto Sangari, apontam que o número de homicídios passou de 13,9 mil em 1980 para 49,9 mil em 2010, o que representa um aumento de 259%. Com o crescimento da população nesses 30 anos, a taxa de homicídios passou de 11,7 em cada grupo de 100 mil habitantes em 1980, NO TEMPO DA DITADURA (regime contra-revolucionário), para 26,2 em 2010, EM PLENA DEMOCRACIA e vigência dos direitos humanos... Porém, com a atual política da PASTORAL OPERÁRIA (PT), de não deixar a Polícia reprimir a bandidagem, "caindo de pau" nos policiais que ousam tratar bandidos como bandidos, e não como "Seres humanos", "irmãos em cristo". De acordo com o relatório, a média anual de mortes por homicídio no país supera o número de vítimas de enfrentamentos armados no mundo. Entre 2004 e 2007, 169,5 mil pessoas morreram nos 12 maiores conflitos mundiais. No Brasil, o número de mortes por homicídio nesse mesmo período foi 192,8 mil. "Fica difícil compreender como, em um país sem conflitos religiosos ou étnicos, de cor ou de raça, sem disputas territoriais ou de fronteiras, sem guerra civil ou enfrentamentos políticos violentos, consegue-se exterminar mais cidadãos do que na maior parte dos conflitos armados existentes no mundo", diz o documento. Fica difícil, apenas, se a pessoa não conhecer as leis (frouxas, benevolentes, reflexo da cultura cristã católica) e os políticos (corruptos) do país. Como sempre, não dá para deixar de nos comparar com os americanos, os anjos e os demônios do planeta, onde existem mais de 200 milhões de armas nas mãos apenas dos civis e mais 300 empresas produtoras. Lá o direito de possuir uma arma está ligado à fundação dos Estados Unidos (conquistada e não negociada) e é visto como a conquista de uma liberdade individual e a garantia que um déspota não irá impor a sua vontade ao povo. Tanto assim que a Constituição norte-americana dedicou um trecho específico ao tema – a famosa Segunda Emenda, de 1791. O texto diz: "SENDO NECESSÁRIA À SEGURANÇA DE UM ESTADO LIVRE A EXISTÊNCIA DE UMA MILÍCIA BEM ORGANIZADA, O DIREITO DO POVO DE POSSUIR E USAR ARMAS NÃO PODERÁ SER IMPEDIDO." No Brasil, com apenas 17 milhões de armas, 23% delas nas mãos dos bandidos (protegidos pela catolicada e pelos socialistas), conforme estimativa divulgada pela ONG Viva Rio, foram mortas 49,9 mil pessoas em 2010 (engraçado! número diferente do divulgado pela ONU. Por que será?). Nos Estados unidos, com mais de 200 milhões de armas, fora mortas menos de 15 mil. E olha que lá as lojas não vendem apenas revólver e pistola! Lá as pessoas compram é fuzil mesmo! Parece que é mais perigoso ter uma arma na mão de um bandido do que cem delas nas mãos das pessoas de bem... Só aqui, nesta "portugal africanizada" da América Latrina, adepta da famigerada "TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO" (socialismo cristão), é que não se enxerga tamanha obviedade! Perfeição? Isso não existe... Mas, não são fatos isolados, como uma ou outra ocorrência promovida por doentes mentais, que pode servir de "argumento" para distorcer todo um contexto fundamentado em números. PS: os nossos políticos preferem ver a população ser caçada e assassinada do que admitir que estavam (e ainda estão) errados com as suas fantasias de Jardim do Éden. Mas não são bobos: já criaram a polícia legislativa e estão criando a polícia judiciária para se protegerem. E o povo? Bem, que se virem com a polícia militar e a polícia civil agrilhoadas pelas Igreja, pelos esquerdopatas e pela OAB... Já a KGB tupiniquim (DPF/LULARÁPIO/PT) prefere ficar prendendo funcionariozinhos públicos da raia miúda, ao invés de combater (à bala) o PCC. Imagina se a a Pastoral Operária (PT) - defensora de direitos humanos de delinquentes e da legalização das drogas - vai derramar sangue de bandidos... Nunca! Afinal, como é público e notório, a socialistada não faz muita distinção entre um bandido e um trabalhador. Segundo IMPÕE a DITADURA SOCIALISTA CRISTÃ, ambos são "Seres humanos" e merecem igual respeito! Espero não ter ofendido nenhum "robozinho de jesus" (todos iguaizinhos, produzidos em série numa fábrica doutrinária socialista de latino América, sem diferenças genéticas), mas, infelizmente, a verdade dói... Aliás, a burrice de uma mente "bovina", religiosa e/ou socialista, dói ainda mais! A melhor (única) maneira de mudarmos a cara do Brasil é mudarmos a cultura do brasileiro... "Comprem armas, se organizem nos seus bairros com os demais cidadãos de bem, treinem tiro; instalem equipamentos de monitoramento de imagens interligados em toda a vizinhança; em caso de um morador ser atacado por bandidos, chamem a Polícia e já procurem agir - imediatamente - em legitima defesa desse vizinho (matando o marginal) antes que seja tarde; não votem em partidos de esquerda, que defendem o desarmamento das pessoas de bem e os "direitos humanos" dos delinquentes... Não frequentem templos religiosos que defendem a misericórdia para com os bandidos; mas, sim cujo "livro da lei" (Velho Testamento) seja a palavra do Senhor Deus dos justos, terror dos ímpios"! Abraços. Não sei quem é o autor, quem souber, por favor, comunique para que possamos ser justo com tão bela peça. Lembre-se sempre: "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim". Esta é uma comunicação oficial do Instituto Endireita Brasil. Reenvie imediatamente esta mensagem para toda a sua lista, o Brasil agradece. Em 31 Dez 2012 éramos 3.566 hoje somos 3.594, poderemos ser milhões, colabore!...

Nenhum comentário: